Covid-19: Como se Proteger de Fraudes e Burlas

Com a crise provocada pela pandemia da Covid-19, as fraudes e as burlas estão a aumentar de forma considerável. Aqui ficam algumas dicas de prevenção para estas situações:

• O coronavírus é a nova fachada para as fraudes, começando nas burlas com tratamentos milagrosos e falsos rastreios da Covid-19, passando pela especulação com o preço de material de proteção, como as máscaras, e contrafação deste tipo produtos, até ao aumento das fraudes informáticas, já que as nossas vidas se tornaram subitamente mais digitais.

• O teletrabalho, em particular, abre desafios de cibersegurança às empresas. O phishing requer, por exemplo, precauções especiais, dado ser um esquema que procura levar as pessoas a fornecer dados sensíveis.

• Prefira entidades reguladas e a quem possa pedir responsabilidades caso as coisas corram mal, não alguém que pode desaparecer de um momento para o outro.

• Todas as instituições financeiras que ofereçam serviços de investimento a cidadãos portugueses devem estar registados junto da CMVM ou outro país da União Europeia. Começar por verificar os registos do regulador, ou contactar os nossos serviços, é um primeiro passo.

• Contacte a instituição financeira por intermédio do site oficial desta, e não usar os contactos que lhe sejam fornecidos.

• As criptomoedas vivem ainda num vazio legal, portanto não é possível ter certezas em relação às propostas de investimento deste teor. Distinguir as propostas de investimento que prometem rendimentos elevados e sem risco (duas características que nunca andam a par), de outros em que pode simplesmente adquirir criptomoedas por sua conta. Algumas “bolsas” de criptomoedas operam há vários anos sem problemas de maior e esforçam-se por colaborar com as autoridades.

Siga-nos e partilhe:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *